Caminhos do Alaska com Fernando Nienkotter

Caminhos do Alaska com Fernando Nienkotter

Caminhos do Alaska com Fernando Nienkotter

Eu tive o privilégio de conhecer pessoalmente este aventureiro. Este cara, gente fina demais diga-se de passagem,  resolveu fazer Florianópolis – SC – BR até  Prudhoe Bay ALASKA e decidiu documentar tudo! Transformou sua aventura em um FILME e em um LIVRO o qual EU já tenho em mãos – agradeço imensamente a equipe do Fernando Nienkotter pela gentileza do presente.

Então de cara eu já vou divulgar os CANAIS de comunicação do FERNANDO aqui.

Canal do Youtube

Facebook

Instagram

Site

Este é o tipo de postagem que tenho prazer dobrado de escrever.

Trata-se da aventura SONHADA por todo motociclista – cruzar as Américas sobre 2 rodas. Eu sonho em ter este privilégio e você?

Continue lendo que vou comentar sobre alguns pontos altos da palestra abaixo.

O Fernando é um tipo de cara que inspira o amante de aventura. É acessível, amigo e muito equilibrado. Diferente do perfil doidão de motociclistas jovens, seu aspecto empresarial e status, o permitem transitar bem junto a perfis distintos de motociclistas abrindo diálogo com estes diferentes públicos.

Em sua palestra, no BIG TRAIL CLUBE em Curitiba na última sexta feira dia 29 de Junho, tive o privilégio de ouvir boas histórias contatas por seu protagonista.

Aproximadamente 40 pessoas tiveram o privilégio de trocar informações preciosas com o Fernando Nienotter sobre todo processo de preparo e organização para uma viagem deste porte.

1. Planejamento


O 1º passo é querer! Decidir empreender uma viagem deste porte é o 1º passo para realizá-la. Foi assim com o Fernando e será assim comigo ou com você amigo. A escolha dos equipamentos também passa pelo planejamento. Neste caso, a agora famosa, “PRECIOSA” , como é chamada sua  TRIUMPH 1200  foi a moto escolhida.

Além da PRECIOSA, muitos equipamentos de filmagem, roupas para suportar altitude, frio e calor. “Eu aprendi que apenas 5 camisetas são necessárias para ir para o ALASKA. Além disso, 2 bermudas e 2 calças. ” :- )

O Fernando levou uma equipe de apoio para capturar imagens, Drone, Câmera, GoPro, GPS, Celular, etc. e precisou de 8 encontros com seus amigos para delinear todo o percurso.

2. Roteiro

Eu vou pedir ao Fernando to planilha da VIAGEM e logo mais publico ela AQUI e no Canal do Youtube 

3. Investimento

Aproximadamente U$ 19 mil verdinhas com tudo. Segundo o FERNANDO eles levam 10 MIL verdinhas em CASH na MOTO e o restante no Cartão de Crédito. É importante lembrar que: 1 Tenha mais de 1 cartão liberado. 2 Compre gasolina com cartão pré-pago em alguns países. U$ 100 já ajuda por que em alguns locais o Cartão de Crédito do Brasil não passa. Como nos EUA, apenas pagando no CAIXA. No Canada o Fernando teve este problema e a sorte foi o Cartão Pré-Pago.

4. Documentação Necessária

A lista é grande. Mas…… lembre-se do básico:
– Passaporte,
– RG,
– Carteira Motorista;
– Carteira Internacional de Motorista.

Cada país exige uma documentação e seguro para rodar em suas estradas.
Sendo assim, pesquise sobre a DOCUMENTAÇÃO necessária de cada país. Carta VerdeSOAPEX (Seguro para transitar de moto pelo Chile), etc.

O Fernando fez diversos seguros PESSOAIS e da MOTO e ele recomenda que façamos mesmo!

Seu companheiro sofreu um ACIDENTE e o custo total das despesas chegou a bagatela de U$ 180 mil dólares.
O seguro pessoal do amigo cobria apenas U$ 150 mil dólares. Realmente é um ALERTA para todos nós que desejamos viajar por outros países.  Invistam nisso!

Além disso, lembre-se de fazer cópias de seus documentos. Lembre-se de deixar os contatos de sua esposa, pais, filhos num local de fácil acesso para autoridades. O Fernando levou o rastreador SPOT para caso tivesse alguma emergência.

5. Escolha dos Amigos para a Viagem

Ao decidir viajar com amigos, lembre-se que eles são seres humanos. Combine ao longo das reuniões e encontros de planejamento da viagem suas reações diante a situações inesperadas. Isso vai facilitar demais seus dias no ride! Conhecer seu parceiro bem e combinar as reações evitará discussões ao longo do Ride.

6. Segurança

Como alertei acima, toda viagem tem seus riscos. As de moto e em locais distantes de rápido socorro ainda mais! Faça bons seguros de vida e saúde. Lembre-se também da moto. Imprevistos e acidentes acontecem!
Com o FERNANDO e seus AMIGOS o seguro foi crucial para solucionar graves problemas. Seu amigo quebrou a perna a poucos KM de chegar ao ponto final da expedição em um local inóspito e isolado. O seguro fez a diferença neste caso! Houve a necessidade da troca da Roda e de alguns equipamento que a Triumph cobriu (garantia) para o Fernando.


7. Preparação Física


Eu já disse isso mas tem gente que não acredita. Para viagens de moto a preparação física é crucial. Pilates e musculação focados em costas, braços, pernas. Segundo Fernando, foram fundamentais para o bom resultado durante a expedição. Eu normalmente faço corridas para perder peso e ganhar resistência e adoto um treinamento chamado HOLISTIC TRAINING que fortalece e dá resistência as partes que mais sofrerão com a viagem. Costas, Braços, Ombros, Pescoço e Pernas.


8. Preparação Psicológica


Segundo o Fernando, isso foi algo que faltou durante seu Ride ao Alaska. Não por que ele foi fraco. A questão é que ele queria estar mais forte. O capacete por vezes, suportou lágrimas de angústia e saudades de casa. Além disso, ele no relatou que deveria ter investido um pouco mais de tempo na preparação psicológica. Os problemas ao longo da viagem poderiam ser tratados de outra forma caso o Psicológico tivesse tão forte quando ele esperava.


9. Como lidar com Imprevistos

Vou deixar o link do DIÁRIO DE BORDO para vocês! Nele você poderá acompanhar os PERRENGUES que o FERNANDO enfrentou. Confira o BLOG e alguns vídeos que o Fernando Preparou! É demais!

 

Um abraço!
GOSTOU da postagem?
Então compartilha com
seus amigos
MOTOCICLISTAS!

Thiago Berardi
Motocilista de Aventura
Canal Big Trail Adventure
[email protected]

Envie seu comentário